Porque é que os gatos ronronam?

Gato a ronronar. Porque é que os gatos ronronam?

Estás a ver televisão com o bichano deitado ao teu lado, de patas estendidas. Fazes-lhe umas festinhas no pescoço e o motor começa a trabalhar. Que barulho é este e o que significa? Porque é que os gatos ronronam?

Bem… pode significar muitas coisas. Neste exemplo, é bom sinal — mas nem sempre é assim. Os gatos podem ronronar para comunicar muitas coisas diferentes, desde contantamento a stress, ou até mesmo problemas de saúde física. Eis algumas das possíveis razões.

Contentamento

É o motivo mais comum e aquele mais frequentemente associado ao ronronar. Se o gato está claramente relaxado (deitado de barriga para cima, olhos meio fechados, quieto ou a amassar pão), o motor está a trabalhar por um bom motivo. O bicho está todo contente e é assim que queremos que esteja.

Fome (ou gula)

Porque é que os gatos ronronam quando têm fome ou chega a hora de comer (ou simplesmente quando vêem os gatões de duas patas, que somos nós, a comer algo que lhes agrada)? Estão contentes? Não… Simplesmente querem comer.

De acordo com a WebMD, já foi, inclusive, observado que os sons de ronronar (ronronanço? ronronamento?) são muito diferentes quando eles estão com fome vs. quando estão só felizes, ao ponto de poderem ser distinguidos por pessoas que não convivem frequentemente com gatos.

E por falar em comida… qual é o peso ideal para um gato?

Acalmar e curar

Pode parecer estranho, mas é verdade. Ronronar é mais do que um método de comunicação — alguns estudos demonstram que as vibrações do ronronar têm capacidades calmantes, curativas e rejuvenescedoras. Fazem-no quando estão magoados ou depois de momentos de stress.

De acordo com Gary Weitzman, veterinário e CEO da Sociedade Humana de San Diego, nos EUA, a frequência das vibrações do ronronar coincide com as frequências estabelecidas em terapias médicas para humanos.

O osso responde a frequênncias de 25-50Hz e a pele e tecidos moles respondem a cerca de 100Hz.

— Gary Weitzmann (Artigo BBC)

O ronronar pode, por isso, reparar ossos, tendões e feridas, desenvolver tecido muscular e reduzir dor e inchaço. Se os gatos têm 7 vidas… pelo menos 3 ou 4 são devidas ao motor a trabalhar.

Ligação mãe-filho

Gatinhos e mães podem ronronar para fortalecer as suas ligações. Do lado dos gatinhos, o ronronar pode servir para comunicar onde estão (como aquelas apps que põem o telemóvel a apitar para o encontrarmos atrás das almofadas do sofá, junto a 4 pipocas perdidas), ou dizer-lhe que estão bem.

Já do lado da mãe, o ronronar é usado para acalmar e embalar os pequenos.

E em nós… tem quase o mesmo efeito.

Ouvir um gato ronronar é terapêutico. Consegue-nos acalmar e ajuda a estabelecer conexões mais fortes com os bichanos. Quando o fazem por comida, ou lha damos, ou somos monstros, na nossa cabeça e na deles.

Ainda que seja o menos compreendido (em comparação com mios, gritos e outros sons queridos ou demoníacos), não há como negar a eficácia deste método de comunicação felina.